Formação de Magistrados

Se é certo que os candidatos aprovados em Concurso Público para Ingresso na Magistratura do Trabalho demonstram, ao ultrapassar as diversas etapas, que possuem conhecimento jurídico suficiente para o exercício da função, não é menos certo que o dia-a-dia apresenta algumas peculiaridades que somente a prática é capaz de ensinar.
Ademais, a atividade jurisdicional, em especial na Justiça do Trabalho, demanda, para atender a sua finalidade primordial de solução de conflitos, visão não apenas jurídica, mas também social e econômica.

A proposta do Módulo Regional de Formação Inicial para juízes é a de oferecer aos novos ingressos nos quadros da magistratura uma visão prática e abrangente dos cotidianos conflitos de interesses.
Se é também indiscutível o lugar crucial ocupado pelo conhecimento no desenvolvimento das organizações, é consequentemente flagrante a importância da continuidade desse investimento para garantir a atualização de conhecimentos, fortalecendo uma cultura de aprendizagem coletiva no âmbito de nosso Regional. Compartilhar saberes e práticas profissionais é o caminho para a busca da melhor prática no exercício da Magistratura.

O debate constante instiga à reflexão crítica e à reavaliação permanente sobre o papel do Magistrado do Trabalho na sociedade atual, ao desenvolvimento de uma visão integradora e democrática do contexto gerador do litígio nas relações de trabalho e à construção de soluções mais justas em suas dimensões jurídica, sociológica, econômica e psicológica, além de fortalecer uma postura ética, pró-ativa, crítica, independente, humanizadora e conciliatória.

Projeto Político Pedagógico da Escola Judicial