Inaugurados exposição e retrato na galeria de diretores

Na manhã desta quinta-feira (31), durante a 64ª Assembleia Geral Ordinária e Reunião de Trabalho do Conselho Nacional das Escolas de Magistratura do Trabalho, foi inaugurada a exposição permanente do desembargador aposentado do TRT da 5ª Região José Augusto Rodrigues Pinto. Com 48 peças, o acervo está localizado no auditório principal da Escola Judicial da 5ª Região.

De acordo com a diretora da Escola Judicial da 5ª Região, desembargadora Margareth Costa, “este é um ato simbólico, mas que vai ficar, porque ele faz parte das nossas vidas. Rodrigues Pinto foi professor de muitos de nós, foi um juiz que serve de modelo até hoje para os que continuam na judicatura, além disso, é escritor.”

        

O ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Luiz Philippe Vieira, também presente da cerimônia de inauguração, ressaltou que “uma instituição não sobrevive se ela não reconhece a sua história e aqueles que a construíram”. E enfatizou que Rodrigues Pinto “não é só um marco no TRT da 5ª Região, mas também na história da Justiça do Trabalho do Brasil e na academia, na qual construiu e eligiu o direito do trabalho que todos nós prezamos, embora hoje esteja bastante vilipendiado.”

Por sua vez, a vice-presidente do TRT5, desembargadora Débora Machado destacou o exercício da docência na vida de Rodrigues Pinto. “O título maior que ele tem, porque eu acho realmente esse título excepcional, é o de ser professor. E ele passa isso com muito zelo, competência e doação. O Tribunal se sente feliz e agradecido por esta oportunidade de estar aqui com Rodrigues Pinto”.

Sereno e feliz, o magistrado, que completou 90 anos em maio deste ano, agradeceu a homenagem e disse que “a emoção emudece, e estou próximo da mudez”. E foi com poucas palavras que o magistrado deu uma lição de gratidão e mostrou porque continua ensinando a tanta gente. “A exposição está no lugar mais apropriado possível: na sala de aula. Eu espero que isso aqui seja um estímulo aos jovens, para que procurem fazer na vida tudo que lhes for gerar dignidade e honradez”.

O homenageado

Rodrigues Pinto nasceu em 7 de maio de 1929, na cidade de Salvador. Ingressou na magistratura trabalhista em 1965, onde permaneceu até 1981, quando aposentou-se no cargo de desembargador do trabalho para dedicar-se à literatura jurídica. No entanto, mesmo com a aposentadoria, o baiano não se afastou completamente da magistratura, passando a servir no cargo comissionado de assessor de juiz do TRT5 até início dos anos 2000.

Titular da cadeira 79 da Academia Brasileira de Direito do Trabalho desde 1978, o homenageado também atualizou edições da obra Curso de Direito do Trabalho, de Orlando Gomes e Elson Gottschalk.

     

Galeria de diretores

Na mesma ocasião, foi incluída a fotografia da desembargadora Margareth Costa, diretora da Escola Judicial no biênio 2017/2019, na galeria de diretores da unidade.

Localizada no hall de entrada do auditório da Ejud5, a galeria exibe retrato de todos os diretores da Escola desde a sua criação, em 2005.

     

 

Silvana Costa Moreira (Ejud) 31 out 2019